Saúde

Secretaria da Saúde investiga doença que matou 6 crianças no Piauí

Deyves Araújo 9 de Agosto de 2017 às 13:38
Fonte: Portal R10
Secretaria da Saúde investiga doença que matou 6 crianças no Piauí Secretaria da Saúde investiga doença que matou 6 crianças no PiauíFoto: Reprodução

A Secretaria Estadual de Saúde, através de seu departamento de vigilância epidemiológica, iniciou investigação junto a Secretaria Municipal de Saúde de Barra D'Alcântara, as causas das mortes de seis crianças.

O secretário Municipal de Saúde do município, Francisco da Chagas Santos de Paulo, declarou que na última quinta-feira (03) uma criança identificada como José Lopes da Silva Filho, de 07 anos,  morreu após apresentar sintomas como náuseas, dores no peito e insuficiência respiratória.

Francisco da Chagas também informou que outras cinco crianças morreram com os mesmos sintomas. Foram elas, Marcos Messias, de 05 anos (2012); Kássio Valentino, de 03 anos (2015); Ítalo Mariano, de 02 anos (2016); Francivan Lopes Leal da Silva Júnior, de um mês (2016); e uma criança recém-nascido (2016).

Segundo o secretário de saúde, o que mais chama a atenção nas mortes são as coincidências, já que as mesmas aconteceram no mesmo bairro, em Tanque, e suas famílias eram vizinhas.

“As crianças são saudáveis e brincam em uma faveira, no fim do dia, sentem os sintomas e morrem por insuficiência respiratória. O elo das mortes é o local onde as crianças estavam brincando, debaixo da faveira”, declara.

Em todos os casos, o Instituto de Medicina Legal (IML) apontou como causa das mortes a insuficiência respiratória, dessa maneira, a Secretaria Municipal de Saúde de Barra D'Alcântara solicitou à Secretaria Estadual de Saúde que envie uma equipe para uma investigação mais detalhada.

“Os pais estão preocupados com as mortes, pois as crianças sempre brincam debaixo dessa faveira”, diz Francisco da Chagas.

Geralmente as mortes acontecem de forma rápida, no caso da última quinta-feira, a criança começou a sentir-se mal por volta das 18h e às 20 h morreu. “Isso é o que preocupa, pois são casos imediatos”, declarou o secretário.

Francisco da Chagas veio ao IML acessar os arquivos e comparar as mortes e as causas. Até agora, o levantamento mostra que todas as vítimas morreram por insuficiência respiratória. Na Secretaria Estadual de Saúde, a investigação vai ser feita com a coordenação da diretora de vigilância epidemiológica, Amélia Costa.

Nota

A Secretaria de Estado da Saúde comunica, em relação aos óbitos ocorridos na cidade de Barra D’Alcântara apresentando o mesmo padrão e com laudo cadavérico inconclusivo, que foi procurada pelo município para ajudar no diagnóstico da situação. A Secretaria orientou a vinda do corpo para realização de autópsia no Instituto Médico Legal (IML), onde foram colhidos materiais para exames. De posse dos resultados, a Secretaria irá encaminhar equipes da Epidemiologia ao município para investigação direcionada, já que no momento a Secretaria tem dados insuficientes que levam a crer em diversas possibilidades das causas que levaram a tais óbitos.

Curta a página do Portal R10 no Facebook: Portal R10