ENTRETENIMENTO

Programa da Record conta história e consegue internação para Paulinho Paixão

RedaçãoR10 6 de Agosto de 2017 às 15:29
Fonte: Redação
Geraldo Luís contou a história de Paulinho Paixão. Geraldo Luís contou a história de Paulinho Paixão.Foto: Reprodução Rede Record

O cantor e compositor piauiense, Paulinho Paixão, foi tema de reportagem especial do programa Domingo Maior, da Rede Record, neste domingo (6). A reportagem chegou ao músico após Paulinho divulgar nas redes sociais um vídeo pedindo ajuda para se livrar do vício do álcool e das drogas, após o apelo a produção do programa do apresentador Geraldo Luís procurou e encontrou o cantor morando de favor num hotel do amigo em São Paulo. Além de levar os pais dele para São Paulo, o programa ofereceu ao cantor tratamento numa clínica para dependentes químicos.

Durante a reportagem, foi contada um pouco da história do cantor e compositor que saiu do interior do Piauí, São Miguel da Baixa Grande (PI), para capital Teresina (PI) e de lá partiu para outras capitais do Nordeste, onde conquistou a fama como compositor, compondo músicas de sucesso para vários artistas como Léo Magalhães, Simone e Simara, Joelma, Aviões do Forró, Bonde do Brasil, Gustavo Lima, dentre outros.

Para reportagem, o cantor contou o que passou depois das drogas. “Eu ganhei muito dinheiro, comprei carros e até a fazenda do ex-prefeito da minha cidade, mas perdi tudo para as drogas, até mesmo minha família. Aqui em São Paulo, passei fome, dormir na rua e passei frio”, disse Paulinho.

Ele ainda ressaltou que perdeu a esposa e o convívio com a filha de 2 anos. O cantor ainda recebe dinheiro dos direitos autorais das músicas que compôs, mas tudo, segundo a reportagem, é usado para quitar as dívidas de drogas que fez.

Durante a reportagem, a repórter convidou Paulinho, que estava num quarto de um hotel cedido por um amigo, para dar uma volta pelas ruas onde ele costumava dormir e perambular. Nesse momento, a reportagem promoveu um encontro entre Paulinho e seus pais, que vieram de São Miguel da Baixa Grande (PI) para revê-lo em São Paulo.

Após o encontro, o cantor e compositor foi convidado e aceitou o convite para se internar por seis meses para se internar numa clínica para tratamento de dependentes químicos.

Curta a página do Portal R10 no Facebook: Portal R10